Calcule os custos do seu financiamento imobiliário

Calcular os custos de um financiamento imobiliário é muito mais complexo do que dividir o valor do imóvel pelo número de parcelas. Com seguros, juros e taxas envolvidas na operação, fazer esse tipo de conta é uma brincadeira mais indicada para quem é da área de exatas.

Se esse não for o seu caso, nós te damos uma forcinha. EXAME.com acaba de lançar a ferramenta “Simulador de financiamento imobiliário (Sistema SAC)”, desenvolvida em parceria com o Canal do Crédito, site que compara custos de diferentes operações de crédito.

A ferramenta permite calcular os custos envolvidos no financiamento, o valor final da operação e o tamanho das parcelas. Clique aqui para acessar.

Para fazer a simulação, é preciso incluir as seguintes informações: valor do imóvel; valor de entrada; taxa de juros do financiamento; prazo da operação (em meses); e a sua idade, ou a idade do comprador mais velho, caso o financiamento seja feito por mais de uma pessoa.

Um dos diferenciais da ferramenta é a apresentação do valor exato de cada uma das prestações que serão pagas. Assim, se o prazo for de 360 meses, por exemplo, é possível checar o valor da 180ª parcela para saber quanto você pagará na metade do financiamento.

Outro dado interessante é o valor total, que permite observar a enorme diferença entre o valor da compra à vista e o valor financiado.

Ao simular um financiamento de um imóvel de 500 mil reais (com entrada de 100 mil reais, juros de 8% ao ano, prazo 360 meses, para um comprador de 30 anos), por exemplo, a ferramenta mostra que o custo final da operação é de 983.073,46 reais.

Nesse caso, o valor total pago representa um acréscimo de 96% em relação ao valor à vista, ou quase o dobro do preço do imóvel.

No mesmo exemplo, ainda, a ferramenta mostra que a primeira parcela será de 4.161,44 reais, a 180ª parcela, na metade do financiamento, será de 2.779,63 reais e a última prestação será de 1.187,54 reais.

Também é possível checar qual será o saldo devedor do financiamento em cada mês, que indica qual seria o valor necessário para quitar a dívida antecipadamente.

Fonte: EXAME